2020 - O ano que termina abrindo uma nova janela de oportunidades

Por Annabelle Rech

30/12/2020


Estamos nos preparando para mais uma virada de ano.
Diferente de tudo que vivenciamos até aqui, neste ano as coisas me parecem estar diferentes.
É fato.
O mundo está diferente e nós, estamos no meio de uma pandemia que mudou nossas vidas e carreiras para sempre.

Em 2020, tivemos de aceitar e nos adaptar a muitas coisas.
Em 2021, vamos trabalhar sem descanso,
para que essas adaptações e aceitações façam sentido.
Nossa vida em progresso, passa pelo caminho que estamos trilhando aqui,
aceitamos com resignação um propósito maior, e evoluímos ao aceitar isso.

Que bom ter a oportunidade de ter tantas pessoas maravilhosas a meu lado nesse processo.
E que bom podermos em 2021, estar juntos!

Que o ano que logo se abrirá,
seja um leque de novas oportunidades.
E que em seus dias, possamos preenchê-lo de sabedoria e amor, muito amor.
É o que nosso mundo e nossa humanidade precisa hoje.

Hoje eu li, talvez um dos textos mais emocionantes e belos escritos ao longo de 2020.
Nele dizia, que não importa o que aconteça, não podemos perder a fé.
Não podemos desistir de Deus, porque ele nunca desiste da gente.
É verdade!
Compartilho com vocês, este lindo texto,
para que possamos refletir no seu entorno neste fim de ano.
E que possamos iniciar uma nova era, um 2021,
com os ensinamentos que nos são deixados através dessas palavras.
Que não poderiam ter vindo de outro lugar, que não fossem do céu!

Mensagem do céu - Que ecoe nos 4 cantos da Terra
2020 foi o ano da superação, da aceitação.
Aceitarmos que tudo nas nossas vidas iam mudar, as vezes de maneira drástica.
Aceitarmos que nosso mundo passou por uma transformação completa, e que essa transformação está só começando.
Continuaremos a nos transformar, e agora não há mais normal, e sim um novo normal.
Daqui para frente o normal será ensinar nossas crianças através de uma tela,
dos pais, ajudarem na educação como antes nunca o fizeram, porque dividirão esse papel com os professores.
No novo normal, vamos fazer transações eletrônicas,
vamos ter bancos dentro dos celulares,
aliás o celular agora é indispensável para nós.
Nesse novo normal, nós podemos sobreviver sem uma medicação,
mas não poderemos viver sem um Smartphone com conexão a internet.
E não é por frescura, é porque nossas vidas estão cada vez mais conectadas e dependentes disso.

Nesse novo normal,
também vamos mudar a forma de nos relacionar com as pessoas.
Os relacionamentos serão mais virtual, para que quando estivermos juntos fisicamente possamos dar mais valor.
Esse foi o 2020, que agora se encerra.
Tivemos 365 dias para escrever em suas páginas, e aqui, nele, cada um de nós registrou a sua historia.

2021 está aí.
Ele bate a nossa porta e pede passagem.
Assim como em 365 dias anteriores, as suas páginas estão em branco,
nós vamos escrevê-las.
E vamos definir a partir daqui, o que e como, queremos escrever essas páginas nela.

Se 2020 foi o ano da aceitação,
2021 será o ano da colheita.
Tudo aquilo que nós plantamos ao longo de nossa vida,
vamos colher agora.
Por que?
Porque temos que evoluir mais,
temos que aprender mais,
temos que ser pessoas melhores.
E isso faz parte de nossa essência.

O mal que fizemos,
o bem que fizemos,
as pessoas que ajudamos,
as pessoas que deixamos de ajudar,
as vezes que fomos negligentes,
as vezes em que desistimos por tão pouco,
as vezes em que falamos coisas sem pensar, e nem se quer depois pedimos desculpas pelos erros.
As vezes em que nós quisemos tanto algo, que só pensamos em nós mesmos,
as vezes em que colocamos o material em primeiro lugar, acima do que realmente importava.
As vezes em que, esquecemos o amor,
ou que esquecemos do amor,
as vezes em que nós fomos duros demais com nós mesmos,
ou com nossos filhos / filhas,
ou com nossos parentes,
ou com nossos esposos / esposas,
ou com um amigo / amiga.
Tudo isso que fizemos, ao longo de toda uma vida,
e não de um ano,
vamos colher agora.

É por isso que 2021, será um ano de altos e baixos.
Onde nunca podemos desanimar, perder a fé, perder a nossa sensibilidade.
Não devemos ruir, temos que ser agora, mais fortes do que jamais fomos um dia.
Nada pode nos destruir, quando temos a verdade, o amor, a alegria e acima de tudo, Deus, ao nosso lado.
Ele nunca nos deixa caminhar sozinhos, e por mais que o ano seja de provações,
não permitirá nele também que isso aconteça.
A menos que você desista.

Deus nunca desiste de seus filhos,
são as vezes, os filhos que desistem de Deus.

Boas festas.
E por apenas esses 2 dias que restam no ano,
E pelo 1º dia do ano que se iniciará.
Não pense nos problemas o mais que seja difícil não pensar.
Não permita o pânico entrar dentro de você,
não permita o desespero te consumir.
Substitua esses sentimentos e tenha fé.
A fé que move montanhas,
que cura crianças,
que faz corações defeituosos voltarem a bater com perfeição.
A fé que trás as pessoas da morte,
que faz os inválidos andarem,
que faz as cabeças que não deviam mais pensar, pensarem.
Tenham fé, muita fé, apenas fé.
E acreditem,
nada absolutamente nada,
pode passar despercebido aos olhos de Deus.
Todos somos merecedores de sua misericórdia.
Peça perdão pelos pecados que cometeu,
porque isso é normal,
pecamos e vamos pecar, todos os dias.
Mas, siga em frente.
E para começar um ano de colheitas,
viva o hoje, o amanhã e o depois.
Intensamente, sem preocupações, sem limites.
O pensamento que importa é o do amor,
o de quem ama.
Pense, daqui a 365 dias, o que eu vou estar comemorando?
Hoje a comemoração é a vida,
A comemoração é a superação,
os desafios que se fizeram presentes, e que fomos capazes de vencer e de superar.
Viva esta alegria e sinta esta experiência!
E um 2021, repleto de boas colheitas e de amor.

Fonte G7 Informe
https://g7press.com.br