Santa Clara Onor - Uma médica Top para uma rede que busca se consolidar

Santa Clara Onor - Uma médica Top para uma rede que busca se consolidar
Por Annabelle Rech

23/008/2020


Nessa nova fase que a Onor mergulha, temos inúmeros desafios pela frente.
Um destes, é montar uma equipe de excelência dentro de nossa rede Santa Clara.
Perdemos alguns profissionais brilhantes ao longo dos últimos meses,
Dr. Leandro Hassan, morto pela Covid-19, e Dra. Giovana Granzzoti, que hoje está num outro projeto de vida.
Entre nossos diversos profissionais de saúde, tínhamos excelentes opções para escolhermos chefes de equipe.
Mas, para quem quer oferecer o melhor, as vezes não basta olhar para dentro.
É preciso buscar, cuidadosamente e com paciência, uma pessoa que esteja a altura para responder as expectativas de pacientes, do corpo clínico da rede hospitalar, ou mesmo de
sua equipe de gestão.

Hoje, com grande alegria, apresento uma das mais brilhantes médicas nesse sentido.
Passa a fazer parte da Santa Clara Onor, como chefe da Neurologia e Oncologia, Dra. Mayara Carolina Ralston.
Ela é nova em idade, mas soma experiências incríveis.

Mayara Carolina Ralston, tem 38 anos, nasceu em 15/04/1982, na cidade de Campinas, SP.
Desde criança, teve contato com o ambiente hospitalar, a avó era enfermeira e a mãe, seguiu os mesmos passos.
Ela por sua vez, quis ir além e por isso, tentou a carreira médica.
Estudou medicina na USP de São Paulo, e fez estágios nos melhores hospitais do país.
Trabalhou com as renomadas médicas Salete Letermann, Karen Maryanna Nakashima, durante a sua residência.

Fez especializações em neurologia, neurocirurgia, e oncologia.
Esta última, nos Estados Unidos, onde morou por 2 anos.
É uma grande médica, que se dedicou a trabalhar pelo bem-estar de seus pacientes, como suas mentoras a ensinaram.
Dra. Carolina, como é conhecida, trabalhou um tempo na rede Santa Clara em Los Angeles, sob a supervisão da médica Chloe Heline Ortiz.
Uma das melhores neurooncologistas da cidade.
Depois, voltou ao Brasil, onde trabalhou em grandes redes de saúde e possue um consultório próprio, em São Paulo.
Atende há diversos pacientes, dando a todos atenção, carinho e dedicação.
Carolina, é uma médica que trás traços importantes para um profissional desta área.
Mais do que compaixão pela dor do próximo, ela entende, ou procura entender, os anseios e necessidades de cada paciente.
A médica, é muito ligada a fé, e acredita que os dois devam andar juntos, para se ter um bom resultado em qualquer tipo de tratamento.
Além de neurooncologista, é também terapeuta por florais, ervas e essências.
Homeopata, usa muitos recursos da homeopatia, nos tratamentos convencionais, e acredita que são essenciais para trazer o equilíbrio necessário.
Na sua visão, o ser humano não precisa só de remédios químicos para sobreviver a uma enfermidade.
É preciso haver equilíbrio, e precisa para se ter isso, de fé no tratamento, fé no profissional, fé em Deus acima de todas as coisas.
Depois, medicações que restaurem o corpo, mas também o espírito do paciente, de modo a fazê-lo se reequilibrar interiormente, atingindo assim o objetivo.

Hoje, a Santa Clara possue 117 pacientes que possuem tumores cerebrais em tratamento.
Apesar deles estarem divididos para diversos médicos, todos contarão com a supervisão de Dra. Carolina em seus tratamentos médicos.
Hoje, em um café da manhã, pudemos conversar bastante em São Paulo, onde ela vai atuar.
E pudemos nos conhecer melhor, e eu ficar impressionada com suas técnicas, seu amor a profissão e a cada paciente.